Fiscalização causa tumulto entre camelôs e GCM, no Brás

Foram apreendidos 33 sacos de mercadorias; a ação tem previsão de término para as 18 horas

Solange Spigliatti, estadao.com.br

25 de julho de 2008 | 12h02

Devido à continuidade da fiscalização contra o comércio ilegal no Brás, na região central da cidade, alguns vendedores ambulantes entraram em conflito com agentes da Guarda Civil Metropolitana na manhã desta sexta-feira, 25, segundo informações da subprefeitura da Mooca, que está coordenando a fiscalização. Segundo a subprefeitura, alguns camelôs foram encaminhados ao 8ºDP. A operação teve início às 9 horas, com efetivo de 101 homens entre agentes de apoio da Subprefeitura Mooca, guardas civis metropolitanos e policiais militares. Até o fim da manhã foram apreendidos 33 sacos de mercadorias. A ação tem previsão de término para as 18 horas.

Tudo o que sabemos sobre:
Máfia dos fiscais 2

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.