'Fiquei uns cinco anos esperando para retirar o útero'

"Moro em Guaianases, na zona leste, e acho que aqui tudo é pior. Tem muita gente na fila. Eu mesma fiquei uns cinco anos à espera de encaminhamento para retirar o útero no Hospital Santa Marcelina. E não consegui. Diziam que tinha de entrar na lista de espera e o tempo foi passando, passando... Comecei a me consultar no Hospital São Paulo, porque trabalhava na Vila Mariana. Depois, quando mudei para Guaianases, fui para o Santa Marcelina. Fazia exame de sangue, mas demorava tanto para sair o resultado que, quando chegava no médico, ele dizia que o exame estava velho e pedia outro. Depois, disseram que eu não podia mais ser operada, porque estava com infecção renal. Mas na verdade não estava. Só consegui ser operada com a ajuda da Dona Elza, para quem eu trabalho. A cirurgia foi em abril de 2005. Ela conseguiu uma consulta particular com um urologista, que, além da clínica, também trabalhava no Hospital Brigadeiro (atual Hospital de Transplantes do Estado Euryclides de Jesus Zerbini), que atende pelo SUS. Ele disse que eu não tinha infecção renal e me mandou a um ginecologista. Dois meses depois, operei no Brigadeiro. Meu marido morreu em maio. Teve infarto aos 72 anos. Esperava passar pelo urologista há 1 ano e 5 meses. Mas não chegou a ir. Agora, estou esperando consulta na UBS (Unidade Básica de Saúde) Jardim Robru. Marquei faz um mês mais ou menos com clínico geral, mas só tem vaga para 15 de abril."

O Estado de S.Paulo

28 de fevereiro de 2013 | 02h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.