Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

São Paulo registra menor temperatura desde setembro de 2018

Na manhã deste sábado, os termômetros marcaram 11,4ºC na zona norte da cidade

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de maio de 2019 | 09h40
Atualizado 25 de maio de 2019 | 11h03

No início da manhã deste sábado, 25, a estação metereológica do Instituto Nacional de Meteorologia em Santana, na zona norte de São Paulo, registrou temperatura de 11,4ºC, a mais baixa desde o dia 7 de setembro do ano passado, quando os termômetros marcaram os mesmos 11,4ºC.  Em outros pontos da cidade, porém, as temperaturas registradas foram ainda mais baixas. Em Engenheiro Marsilac, no extremo sul, os termômetros marcaram 9,3ºC, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE).

A segunda menor temperatura de 2019 também foi registrada nesta semana. Na quarta-feira, 22, os termômetros marcaram 14,6ºC na capital, segundo a estação oficial de medição na cidade. No ano passado, a temperatura mais baixa de maio foi de 9,3ºC, registrada no dia 21. Considerando todo o histórico pesquisado pelo instituto, o dia mais frio no quinto mês do ano foi 31 de maio de 1979, quando os termômetros da capital chegaram a 2,2ºC.

"Esse quadro ocorre devido a atuação de uma massa de ar polar que chegou na noite de sexta-feira derrubando as temperaturas", explica o meteorologista do CGE, Michael Pantera.

Previsão. Depois de registrar tempo instável com chuvas em quase todo o estado de São Paulo na sexta-feira, 24, o fim de semana terá baixas temperaturas, mas com predomínio de sol em todas as regiões, principalmente no domingo. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, as rajadas devem ser mais intensas no litoral, o que exige atenção em atividades no mar. A partir de domingo as temperaturas máximas começarão a subir.

Na capital paulista está prevista para hoje, 25, temperatura mínima de 10°C e máxima de 21°C, com a umidade do ar em 60%. Para o domingo a mínima deve continuar nos 10°C e a máxima chega aos 24°C e a umidade do ar em 50%, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). Não há previsão de chuvas mais fortes.

Pessoas em situação de rua

A Prefeitura de São Paulo instituiu, na última quarta-feira, 22, o Plano de Contingência para Situações de Baixas Temperaturas 2019. A ação será reforçada sempre que a temperatura chegar a 13°C ou menos, ou sensação térmica equivalente. O objetivo é zelar pela segurança e bem-estar da população em situação de rua, promovendo o acolhimento de crianças, adolescentes, adultos e idosos durante os meses mais frios do ano.

Até o dia 20 de setembro os trabalhos serão intensificados na rede de abordagem e atendimento a esses indivíduos, oferecendo encaminhamento e acolhimento para locais protegidos do frio. Segundo informações da prefeitura, a cidade conta com 148 serviços para população em situação de rua e aproximadamente 22 mil vagas, sendo 18.411 de acolhimento. A rede também conta com 128 Serviços de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes (SAICAs), que juntas disponibilizam 2.335 vagas.

Aqueles que quiserem ajudar podem solicitar uma abordagem por meio da Coordenadoria de Pronto Atendimento Social (CPAS), que funciona 24 horas por dia, e pode ser acionada por meio da Central 156. O pedido pode ser anônimo, mas é preciso informar endereço onde a pessoa em situação de rua está, fornecendo pelo menos o número aproximado; citar pontos de referência; dar características físicas e detalhes das vestimentas da pessoa.

Nos Centros de Acolhida, a pessoa em situação de rua tem acesso ao acolhimento, com camas, cobertores, travesseiros, banho, jantar, café da manhã, além de receber o atendimento social e ser encaminhado para outras políticas públicas de acordo com a sua necessidade. Essas pessoas também podem ir aos centros espontaneamente. Para obter uma vaga basta aceitar o acolhimento oferecido pela prefeitura e preencher uma ficha de identificação com dados básicos. / COM AGÊNCIA BRASIL

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.