Fim do mundo+20

Páreo duro

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

12 de junho de 2012 | 03h05

José Dirceu está convocando a estudantada a sair às ruas para "a batalha final" do mensalão no STF. Periga reunir menos gente que a caminhada de "todas as minorias perseguidas pelo governo iraniano" convocada pelo babalaô Ivanir dos Santos para domingo em Ipanema.

Tio é a...!

Não convidem Zeca Camargo e Justin Bieber para a mesma mesa! O cantor teria saído da entrevista para o Fantástico chamando o jornalista de "tio".

Bons vizinhos

Ronaldinho Gaúcho comprou uma casa de praia em Camboriú. Bem feito para os argentinos que invadem o balneário no verão!

Temeridade

A sociedade entre o sheik Al Maktoun e Silvio Berlusconi para levar Cristiano Ronaldo pro Milan pode revolucionar a prática do bunga bunga na Itália!

Ela merece!

De volta ao ponto mais alto do pódio da F1, Lewis Hamilton não viu o momento de maior euforia de sua equipe todos já haviam abraçado a namorada do piloto quando ele saiu da pista em Montreal.

Raça em extinção

Chico Anysio, Millôr Fernandes, Ivan Lessa... A fila dos humoristas está andando rápida demais, caramba!

Eu, hein!

Entreouvido ontem à tarde em ponto de ônibus da Avenida Paulista:

- Os jornais estão dizendo que "a Parada Gay encolheu"!

- Será que não foi por falta de uso?

Conferência sobre o clima é um negócio que o ser humano inventou para dar a impressão de que não está totalmente alheio ao fim do mundo. Hora de mostrar que a lambança ambiental é um fenômeno consciente e devidamente sustentável pela estupidez da raça.

Tudo que o homem não fará nos próximos 20 anos para preservar o planeta e a própria espécie será exaustivamente combinado por representantes de 193 países reunidos a partir de amanhã na tal Rio + 20.

Tudo que o homem ficou de fazer e não fez nos últimos 20 anos contra o aquecimento global e a degradação da biodiversidade também será revisado em debates e exposições interativas sobre desmatamento, efeito estufa, secas, inundações, degelo, poluição, fome...

Nos próximos dez dias, o Rio será transformado numa espécie de parque temático do fim do mundo, com alternativas de final feliz à base de desenvolvimento sustentável, economia verde, erradicação da pobreza, inclusão social e, se bobear, namorada(o) bonita(o) para todos.

Pode não servir para nada depois que a conferência terminar, mas quando enfim o mundo acabar restará ao ser humano o consolo de que não foi por falta de aviso - tá sabendo, né?

Coisa mais linda!

O que mais impressionou a legião de fãs de Maria Sharapova na conquista de Roland Garros foi aquele tubinho preto básico com que a Nike vestiu a tenista na final do aberto de Paris.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.