Fim de semana será de frio e sol em SP

Nuvens dão uma trégua no sábado, mas voltam no início da manhã de domingo, podendo afetar aeroportos e provocar baixa visibilidade nas estradas

Júlia Marques, O Estado de S.Paulo

29 Julho 2016 | 09h07
Atualizado 29 Julho 2016 | 21h43

SÃO PAULO - O fim de semana deve ser frio na capital, mas a previsão é de que as nuvens deem uma trégua. O tempo ficou mais ameno desde a madrugada desta sexta-feira, com bastante névoa sobre a cidade. Houve queda de temperaturas após a intensificação dos ventos úmidos que vêm do oceano.

No sábado, a temperatura máxima deve ser de 22°C e a mínima, de 12°C. “No final da manhã, o sol reaparece, embora o dia comece com muita névoa”, explica o meteorologista da Climatempo, Marcelo Pinheiro. Não há previsão de chuvas para o fim de semana. A noite de sábado, no entanto, promete ser fria. “Assim que o sol se esconder, as temperaturas devem baixar”. A umidade do ar gira em torno de 40% a 50%. 

Já no domingo, o ar fica mais seco e o frio da madrugada pode provocar nevoeiro em toda a Grande São Paulo. “A névoa pode complicar o fluxo nos aeroportos e prejudicar a visibilidade nas estradas”, afirma Pinheiro. Mas, a partir das 9 horas, as nuvens se dissipam e a previsão é de um domingo ensolarado, com temperatura máxima variando entre 24°C e 25°C. A umidade, deve cair para 30% a 40%. “Não é considerado um nível crítico, mas diminui em relação aos últimos dias”, acrescenta o meteorologista. 

Neste fim de semana, a previsão também é de ressaca marítima em São Paulo e no Rio por causa dos reflexos de um ciclone na costa do Uruguai. No sábado as ondas podem chegar a 3 metros na costa paulista. 

Agosto começa com temperaturas elevadas na capital, mas a umidade do ar pode ficar abaixo dos 30% na segunda-feira, o que aumenta o alerta para doenças respiratórias. 

Mais conteúdo sobre:
SÃO PAULOClimatempo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.