Fim da restinga piora problema

Como o Estado destacou em abril, a faixa que vai do Guarujá a Peruíbe perdeu vegetação de restinga nos últimos 50 anos. Cidades como Itanhaém são hoje obrigadas a entulhar de pedras as praias para evitar a erosão causada pelas marés altas. A ocupação das margens se movimenta agora na direção norte, para as praias com os últimos remanescentes de Mata Atlântica até a linha da areia. Em 2008, na Região Metropolitana da Baixada Santista, apenas 22% das restingas sobreviviam na região e Bertioga virou alvo de novos empreendimentos imobiliários.

O Estado de S.Paulo

06 de maio de 2012 | 03h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.