Filhos de idosa presa em porão serão indiciados

A delegada Jaqueline Barcelos Coutinho, da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Sorocaba, deve indiciar por omissão de socorro os filhos do aposentado João Batista Groppo, acusado de manter a mulher, Sebastiana - que tem doença mental -, presa no porão por 16 anos. Groppo e a amante, Maria Aparecida Furquim, estão presos. Para a delegada, os familiares sabiam das condições em que a mulher era mantida e nada fizeram. Ela já ouviu um dos filhos e pretende tomar o depoimento de outras duas filhas na segunda-feira. A delegada tentou tomar o depoimento de Sebastiana, mas não obteve sucesso. "Ela só falou coisas desconexas."

, O Estado de S.Paulo

29 Janeiro 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.