Filhos de empresários furtavam casas de amigos

Continuam foragidos dois dos cinco jovens de classe média alta, filhos de empresários, comerciantes e pessoas influentes de Franca, suspeitos de furtar casas em bairros nobres. Eles têm entre 19 e 25 anos. Três acusados estão presos. Um dos foragidos é Tiago Engler Pugliesi, de 24, irmão de Leonardo Engler Pugliesi, que está preso. A defesa de ambos nega as acusações.

Brás Henrique / RIBEIRÃO PRETO, O Estado de S.Paulo

19 Maio 2011 | 00h00

Leonardo seria o responsável pelo apartamento alugado para esconder os produtos furtados. Foram localizados no imóvel itens avaliados em R$ 200 mil, mas o total furtado passa de R$ 1 milhão.

Segundo a Polícia Civil, a quadrilha fazia amizades em bares e festas e depois assaltava as casas dos amigos quando as famílias viajavam.

A maioria dos roubos ocorreu no feriado de Páscoa, em abril, quando entre 12 e 15 residências foram furtadas. O bando levava carros, eletroeletrônicos e cartões de crédito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.