Filho de ex-PM da Rota e mais cinco são mortos a tiros em São Paulo

Cinco casos foram registrados na região da Vila Brasilândia, zona norte da capital paulista, mesmo bairro onde dois ônibus foram incendiados

Ricardo Valota - O Estado de S.Paulo,

06 de novembro de 2012 | 05h37

SÃO PAULO - A sequência de noites violentas registradas na Grande São Paulo nas últimas semanas deixou mais seis pessoas mortas, em um período de três horas, entre a noite dessa segunda-feira e a madrugada desta terça-feira. Cinco casos foram registrados na região da Vila Brasilândia, zona norte da capital paulista, mesmo bairro onde dois ônibus foram incendiados. Entre os mortos está o filho de um ex-policial militar da Rota.

Segundo informações do boletim de ocorrência registrado no 72ºDP (Vila Penteado), no final da noite dessa segunda-feira, 10, Tiago de Souza Ferrão, de 27 anos, e Diego de Souza Ferrão, 22, ambos filhos de um ex-policial militar das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (ROTA), estavam de carro com um amigo na região da Vila Cachoeirinha, zona norte de São Paulo, quando foram perseguidos por outro carro e atacados a tiros na Rua Joaquim Afonso de Souza. Os dois filhos do ex-policial foram baleados e Tiago morreu enquanto recebia atendimento no pronto-socorro Santana. Diego Ferrão foi transferido para o pronto-socorro do Mandaqui. O terceiro ocupante do carro não ficou ferido.

No início da madrugada desta terça-feira, 11, dois homens que estavam em uma moto abriram fogo contra um grupo de pessoas reunido em frente a um bar na Rua Alberto Buriti, na Favela do Jardim Carumbé, região da Vila Brasilândia. Duas pessoas morreram no pronto-socorro do Hospital Geral de Taipas e uma terceira vítima faleceu no Hospital da Vila Penteado. Com esse crime, também registrado no 72º DP, sobe para 13 o número de chacinas cometidas na Região Metropolitana de São Paulo neste ano, totalizando 41 mortos.

Outro filho de ex-policial - Algumas horas antes, na Rua Antonio de Almeida Viana, também na Vila Brasilândia, três pessoas foram baleadas e duas morreram enquanto eram atendidas no pronto-socorro João Paulo. Um adolescente 17 anos sobreviveu e passou por cirurgia no Hospital de Vila Penteado. Entre os mortos estaria o filho de um ex-policial militar, mas a informação não foi confirmada pela polícia. O duplo homicídio também foi registrado na delegacia de Vila Penteado.

Centro - Por volta das 21 horas dessa segunda-feira, testemunhas ligaram para a Polícia Militar informando que vários tiros havia sido disparados na Rua Porto Seguro, no Bom Retiro, região central da cidade. Ao chegarem no local, os policiais encontraram dois homens caídos na rua em frente ao nº 98. As vítimas foram levadas para o pronto-socorro Santana e o estado de saúde não foi informado. O caso foi registrado no 8º Distrito Policial, do Brás/Belém.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.