Filha de ministro da Pesca é vítima de sequestro relâmpago em Brasília

A arquiteta Deborah Christine Crivella Lopes, de 30 anos, filha do ministro da Pesca, Marcelo Crivella, foi vítima de sequestro relâmpago na tarde de anteontem na Asa Sul, em Brasília.

O Estado de S.Paulo

24 Agosto 2012 | 03h02

À polícia, ela contou que foi abordada por um homem armado quando estacionava seu Hyundai em uma loja logo após deixar um culto da Igreja Universal. O homem teria entrado no carro e a levado à cidade-satélite de Ceilândia, onde ela teria escapado.

Até as 20h20 de ontem, a polícia não havia dado mais detalhes da investigação. O gabinete do ministro Crivella também não se pronunciou. Anteontem, após libertação da arquiteta, a pasta divulgou a "Oração do Pescador", escrita pelo próprio ministro. "Quando o pescador sair para pescar e for para bem longe no mar, que Deus o ajude a voltar", diz um trecho.

No Twitter, Deborah escreveu que, ao ser abordada pelo bandido, gritou: "Você está amarrado em nome de Jesus! Na minha vida, não toca".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.