Filha afirma ter avisado a polícia sobre funcionários

A arquiteta Adriana Villela afirmou em entrevista há cerca de três meses que havia dito à polícia que suspeitava de porteiros do prédio dos pais. Segundo ela, os investigadores descartaram suas informações, afirmando que todos os funcionários já tinham sido investigados.

Rosa Costa / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

17 de novembro de 2010 | 00h00

No caso do ex-porteiro Leonardo Campos Alves, um dos novos suspeitos, ela disse ter contado sobre um episódio ocorrido há quatro anos, quando a chaves do apartamento de seus pais foram entregues a ele pelo então síndico. À revelia do casal, que estava viajando, o síndico teria chamado um chaveiro para abrir o imóvel por causa de um vazamento. "Minha mãe mostrou que ele tinha agido ilegalmente ao invadir a casa e depois ao deixar a chave aos cuidados do Leonardo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.