Luis Cleber
Luis Cleber

Filas nas estradas chegaram a 77 km

Motoristas enfrentaram congestionamento durante todo o dia, para o interior e o litoral

Paulo Saldaña, Renato Machado e William Cardoso, O Estado de S.Paulo

22 de abril de 2011 | 00h00

Um pouco diferente de feriados anteriores, os motoristas que saíram da capital paulista não enfrentaram congestionamentos apenas na véspera. As longas filas de veículos permaneceram durante o dia de ontem nas principais rodovias.

A pior situação foi a da Rodovia Fernão Dias, que teve 77 km de congestionamento. O índice é mais que o dobro do registrado na saída do carnaval nesta estrada, por exemplo. O caos começava ainda na capital, na ligação com a Via Dutra, e seguia até a cidade de Vargem.

O tombamento de uma carreta em Perdões, em Minas, piorou as condições. O publicitário Rafael de Barros, de 26 anos, levou dez horas para chegar a Belo Horizonte. "Quando peguei a estrada já estava tudo parado. Em Atibaia travou de novo e depois até saí do carro quando o caminhão tombou." A Dutra teve, até as 16h, nove pontos de lentidão.

Tempo real

linkAcompanhe a situação das estradas  

Em várias vias, o pico de lentidão foi registrado por volta das 12 horas. O Sistema Ayrton Senna-Carvalho Pinto registrava nesse período 66 km de congestionamento em trechos espaçados entre São Paulo e Taubaté.

Quem viajou pela Castelo Branco enfrentou 46 km de lentidão no início da tarde. As filas começavam no km 13, em Osasco, e iam até o km 36. Os carros voltavam a parar entre o km 56 e o km 79. Na Raposo Tavares, foram 11 km de lentidão. As duas pistas registraram 13 acidentes, com sete feridos e três mortos. Segundo a CCR Via Oeste, que administra o sistema, o tráfego foi dentro do esperado, por causa da coincidência do feriado de Tiradentes e da Semana Santa.

A situação também foi complicada na Rodovia dos Bandeirantes, com engarrafamento de 40 km. Na Anhanguera, foram 10 km. Houve 57 acidentes, com 28 feridos e uma morte.

Litoral e Régis. Quem seguiu para o litoral sul também precisou de paciência. Pela manhã, a viagem até o Guarujá durava três horas. A lentidão na Imigrantes chegou a 30 km e na Anchieta, a 9 km. Na Régis Bittencourt (BR-116), os motoristas enfrentaram 21 km de congestionamento nas proximidade da Serra do Cafezal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.