Fila por creche aumenta em SP e já registra 111 mil crianças

Prefeitura divulga com atraso a demanda por matrículas na rede; gestão Haddad promete criar 150 mil vagas

Adriana Ferraz e Paulo Saldaña, O Estado de S. Paulo

11 Maio 2013 | 02h03

A capital tem 111.321 crianças na fila por uma vaga na rede municipal de creches. Os números por educação infantil são do mês de abril e foram divulgados com atraso de mais de um mês - lei municipal exige a publicação da demanda a cada três meses. Distritos da zona sul continuam com as maiores filas, seguidos pelos da zona leste (veja quadro ao lado).

A Prefeitura tem se esforçado para otimizar o atendimento nas unidades existentes. Atualmente, a cidade tem 364 creches diretas e 1.258 conveniadas. Mas, por causa de mudanças no perfil da demanda (houve procura maior por berçários, que ocupam mais espaço), a cidade atende hoje menos crianças do que em dezembro de 2012 - são 208.935 matrículas atuais contra 214.094 no fim do ano passado. Dados atuais dão conta de 4,8 mil vagas não ocupadas. Por sua vez, a gestão Fernando Haddad (PT) ampliou em 10% o atendimento na pré-escola (crianças de 5 a 6 anos), chegando a 200.253 matrículas.

A gestão promete criar até o fim do mandato 150 mil vagas em educação infantil, além de zerar o déficit por creche (de zero a 4 anos) registrado no início do ano: 94 mil.

Para isso, promete construir 243 creches, que atenderiam cerca de 50 mil crianças. O restante das vagas seria criado por meio de convênios e pela criação de centros de educação infantil com empresas.

Mudança. No mês passado, duas regras foram criadas para melhorar o aproveitamento das vagas existentes. Uma portaria abriu espaço para misturar crianças de faixas etárias diferentes nas mesmas classes de creche. A outra norma diminuiu de 30 dias para 10 o prazo para as famílias confirmarem a matrícula da criança quando a Prefeitura oferece uma vaga.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.