Fiel ao bom comportamento

Tradição familiar

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

12 Março 2013 | 02h04

Chama-se Robert Kennedy a grande promessa das divisões de base do Fluminense. Parece que os irmãos dele também batem um bolão!

Medida incerta

Aécio Neves está preocupado com o jantar desta noite com governadores tucanos em seu apartamento de Brasília: a campanha mal começou e ele já engordou dois quilos.

Atrás do prejuízo

Quando o Rio, enfim, desistir da grana do petróleo, capaz de lutar junto com São Paulo pela criação dos royalties das enchentes.

Mal comparando

Entreouvido noite dessas numa esquina de Paris: "A nível de Nicolás, francamente, o Sarkozy é um príncipe perto do Maduro, d'accord?!"

Homem não bate

Nada contra a campanha "Homem de verdade não bate em mulher", mas, cá pra nós, homem de verdade não bate em ninguém!

Arafat nunca mais!

A vantagem de manter Hugo Chávez embalsamado é que não vão precisar desenterrá-lo quando, enfim, resolverem exumar a verdadeira causa de sua morte.

À flor da pele

E a irritação do Ganso, hein? Só se falava disso no vestiário do São

Paulo! Houve um tempo em que este tipo de papo só se levava com o

urologista, e olhe lá! A que ponto

chegamos, né não?

Ainda traumatizada pelo fechamento dos portões do Pacaembu ao público logo no início da Libertadores, a torcida do Corinthians quer comemorar a volta ao estádio amanhã, contra o Tijuana do México, com um show de bons modos. A Gaviões da Fiel promete não soltar nem pum durante a partida! O membro da organizada que desobedecer vai entrar no cacete para aprender a não prejudicar o Timão.

Exageros à parte, imagina só se - para proteger o clube de novas punições na competição - a própria torcida começar a repreender quem fizer xixi pelos cantos dos banheiros, pular no assento na hora do gol, atirar pilhas de radinho no bandeirinha ou cuspir pra cima na arquibancada. Cada torcedor teria direito ao máximo de oito palavrões, quatro em cada tempo de jogo.

Sem querer deixar ninguém paranoico de véspera com o comportamento do bando de loucos amanhã no Pacaembu, talvez convenha à Fiel ajudar a polícia a reprimir cambistas, flanelinhas, o comércio de carne de gato e a turma que costuma entrar nos ônibus pela janela, antes que a Conmebol decida retaliar o Corinthians pela costumeira bagunça em torno do estádio.

Enfim, se eu fosse corintiano...

Novidade no SBT

Silvio Santos está de borracha nova! Voltou de Miami com máscara facial zero quilômetro. O apresentador superou rapidamente a dificuldade natural que teve de início para dar aquela sua gargalhada clássica sem romper as bochechas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.