Rafael Arbex / ESTADÃO
Rafael Arbex / ESTADÃO

Festa revela sexo do bebê aos pais e amigos

‘Grávidos’ descobrem se é menino ou menina quando bolo recheado de azul ou rosa é cortado

Paula Felix, O Estado de S. Paulo

12 de setembro de 2015 | 18h19

No próximo mês, o recheio de um bolo vai revelar o sexo do bebê da empresária Nayara Flores de Andrade, de 26 anos. Grávida de cinco meses, ela vai descobrir com o marido, amigos e familiares se terá um menino ou uma menina em um chá de revelação, festa cheia de brincadeiras e apostas para fazer o anúncio que está virando tendência.

A ideia é simples. A futura mamãe faz o exame para ver o sexo do bebê e o entrega para uma pessoa que fica responsável pelos preparativos para o anúncio, que tem geralmente como atração um bolo com recheio rosa ou azul. A descoberta ocorre quando os pais cortam a primeira fatia do doce.

“Faz dois meses que estou preparando a festa, que vai ser no dia 31 de outubro. A graça do chá é que, no dia, todo mundo vai descobrir junto. Só quem sabe o sexo é a médica e a confeiteira”, conta Nayara.

A empresária afirma que os convidados poderão palpitar e um sorteio será feito entre os acertadores. “Eu acho que será um menino, mas já escolhi dois nomes: Artur ou Eloise.”

Foi em um chá de revelação que a bancária Adriana Moreira Martins, de 32 anos, descobriu que será mãe das gêmeas Helena e Valentina. “Fiz a ultrassonografia no dia 17 de agosto e a festa foi no dia 30. Foi muito bom poder compartilhar com a família, com os amigos. Eu achei (a ideia) muito interessante e meu marido ficou encantado”, diz Adriana, também com cinco meses de gestação.

O comerciante Jeferson Leite Soares, de 32 anos, comemorou o resultado. “Eu achava que era um casal, mas ter duas meninas é tudo de bom. Fiquei muito contente.”

Proprietária da Cuore Festas, Hellen Mello afirma que uma das características do chá de revelação é ser uma festa mais fácil de organizar e mais barata. “Não é um evento de grande porte e não exclui a realização do chá de bebê, porque é uma festa mais intimista. E o custo pode ser até três vezes menor.”

Segundo Hellen, a moda começou nos Estados Unidos e nos últimos seis meses houve um aumento da procura por orçamentos e informações.

A empresária da área de eventos Roberta Forlin acrescenta que o chá de revelação costuma ser uma festa divertida e interativa, principalmente por causa das brincadeiras e do clima de surpresa. “É uma festa alegre e descontraída. Esse evento é muito novo no Brasil, mas está começando a ser mais difundido por causa das redes sociais.” Na sexta-feira, havia 2.552 publicações no Instagram com a hashtag “chá de revelação”.

Curiosidade. O gestor de tráfego Régis Leonardo Uyvary Benevente, de 32 anos, teve de segurar a curiosidade para saber o sexo da filha e não se arrependeu. “Só quem sabia eram uma amiga da minha mulher e a moça que fez o bolo, que acabam descobrindo o sexo antes do pai e da mãe. No dia, fizemos brincadeiras e um painel de apostas para um bolão. Reunimos todo mundo. Foi muito gostoso.”

O evento foi organizado em três semanas e realizado no dia 1.º de agosto. Benevente conta que a festa surpreendeu os convidados que ainda não conheciam a forma de anunciar o sexo do bebê. “Queremos repetir nos próximos filhos”, brinca.

Tudo o que sabemos sobre:
comportamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.