Festa na USP termina em depredação e furtos

Equipamentos de informática foram saqueados, um carro da guarda universitária foi pichado e o centro de convivência da Cidade Universitária, danificado

Laura Maia e Bárbara Ferreira Santos, O Estado de S. Paulo

09 Novembro 2013 | 19h48

Uma festa que reuniu cerca de 500 pessoas na madrugada deste sábado,9, na Universidade de São Paulo (USP) terminou com equipamentos de informática saqueados, um carro da guarda universitária pichado e o centro de convivência da Cidade Universitária danificado.

Segundo a USP, a festa aconteceu em frente ao prédio da reitoria, que está ocupado pelos estudantes desde o dia 1° de outubro. A universidade não soube precisar a quantidade de equipamentos de informática que foram roubados.

De acordo com a Polícia Militar, a festa terminou por volta das 6h, houve uso de drogas ilícitas e pessoas estavam nuas. De acordo com o delegado plantonista do 91°DP (Ceagesp), Yuri Munhoz Silveira, o caso foi registrado como dano ao patrimônio público e crime ambiental de pichação. "Pela amanhã ainda não tínhamos a informação de que equipamentos tinham sido furtados", explica. Na segunda-feira, o caso será encaminhado para o 93°DP (Jaguaré), responsável pela área da Cidade Universitária.

A diretoria do Diretório Central dos Estudantes (DCE) afirmou que não organizou o evento e que repudia o episódio da noite de anteontem. "Esclarecemos que não somos organizadores e tampouco concordamos com o que se passou nesta madrugada", destacaram em nota.

Mais conteúdo sobre:
USP câmpus pichação saque depredação festa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.