José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Festa de São Judas Tadeu movimenta o Jabaquara

Mais de 250 mil fiéis são esperados na Igreja no próximo dia 28. Estão programadas várias missas ao longo do dia

O Estado de S. Paulo

21 de outubro de 2015 | 19h41

A festa de São Judas Tadeu, em comemoração ao padroeiro das causas urgentes, reúne anualmente milhares de pessoas no bairro do Jabaquara, a fim de agradecer e fazer pedidos ao santo. No dia 28 de outubro próximo, as homenagens devem levar mais de 250 mil fiéis à paróquia, localizada no número 2.682 da Avenida Jabaquara.

No dia 18, foi iniciada uma novena em nome de São Judas Tadeu. As orações seguem até o dia 27, quando, às 15h, uma missa solene, uma ladainha e uma procissão darão início aos festejos na igreja.

Para o dia 28, estão previstas atividades o dia inteiro. As missas serão realizadas de hora em hora, a partir das 5h e até às 17h. As maiores serão as campais, na Avenida Jabaquara, que será bloqueada na data. Estão marcadas para às 10h, às 12h, às 13h, às 15h e às 17h. 

Uma procissão percorrerá as ruas do bairro às 18h30. Depois, às 20h, uma missa solene fechará o dia. Ela será comandada pelo cardeal de São Paulo, Dom Odilo Scherer. Após a última missa campal, apresentações musicais irão ditar a festa, com apresentação do Padre Damião Silva e grupos locais. 

História. A paróquia de São Judas Tadeu foi criada em 25 de janeiro de 1940, por decreto expedido por Dom José Gaspar de A. Fonseca e Silva, arcebispo metropolitano de São Paulo. Mesmo sem um local formal, a primeira festa ao santo aconteceu no dia 28 de outubro do mesmo ano. A igreja que ainda está de pé (conhecida como igreja antiga) foi inaugurada em abril de 1944.

O novo prédio, onde serão realizadas as missas da festa de São Judas, começou a ser erguido em 1963 e ficou totalmente pronto apenas em 1980. Todos os meses, sempre no dia 28, outras cerimônias em homenagem a São Judas atraem 60 mil pessoas. Já em outubro, no dia dedicado exclusivamente ao padroeiro, a comunidade conta com mais de 700 voluntários para controlar e orientar a multidão de fiéis, que é bem maior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.