Ferramenta de obra serve para roubar banco

Uma quadrilha formada por dez assaltantes rendeu 13 pessoas no estacionamento de uma agência do Itaú na Avenida Marquês de São Vicente, na Barra Funda, zona oeste da capital paulista, invadiu o local e arrombou o cofre do banco, na noite de anteontem. Os criminosos aproveitaram que havia uma obra em andamento na agência. Ninguém se feriu e o bando não foi preso.

CAMILLA HADDAD, O Estado de S.Paulo

24 Março 2012 | 03h03

Na ação, os criminosos usaram as próprias ferramentas da reforma para danificar o cofre e levar dinheiro e talões de cheque de clientes. O Itaú não informou o valor do prejuízo causado.

Eram 22 horas de anteontem quando o vigia do local, um homem de 60 anos, foi rendido no estacionamento, que fica nos fundos da agência. Ele teve a arma, um revólver calibre 38, retirado da cintura. Ali, outros 12 funcionários de uma empresa de engenharia descarregavam material de construção e, em seguida, também foram dominados pelos assaltantes, que subiram para o primeiro andar, onde fica o cofre da agência.

As vítimas tiveram de entrar em um vestiário e ficar de frente para a parede. O tempo todo permaneceram vigiadas por um dos homens, que fazia ameaças de morte com um revólver. Elas também tiveram de entregar os celulares.

Uma vítima conseguiu identificar que a camiseta de um criminoso era azul, muito parecida com as utilizadas pelos trabalhadores da reforma. A polícia vai investigar se houve participação de algum funcionário da empresa responsável pela obra.

Barulho. De acordo com as vítimas, a quadrilha fez muito barulho para abrir o cofre, mas não levantou suspeitas, já que os estabelecimentos vizinhos da agência são um motel e um galpão que já estava fechado.

O caso foi registrado no 23.º Distrito Policial (Perdizes) como roubo, quadrilha ou bando e ameaça por arma de fogo.

Em nota, o Itaú afirmou que "vai colaborar com as investigações". A PBA Engenharia, que realiza a reforma no local, disse que apenas presta serviço ao banco Itaú e confirmou que seus empregados usam camiseta azul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.