Feridos continuam internados, em situação estável

A psicóloga Silvia Helen Gomes Cardim Moreira Guerra, de 45 anos, continuava internada ontem no Hospital São Camilo. Parentes não autorizaram divulgação de boletim médico, mas, de acordo com a polícia, ela ainda tem estilhaços do disparo feito pelo administrador nas proximidades da carótida.

O Estado de S.Paulo

20 Outubro 2012 | 03h06

O oficial de justiça Marcelo Ribeiro de Barros, de 49 anos, foi baleado no peito. Anteontem, ele teve aproximadamente um litro de sangue retirado do pulmão. Depois, foi transferido para o Hospital Bandeirantes, na Liberdade, região central da cidade. À tarde, seu quadro era estável.

O enfermeiro Márcio Teles de Lima, de 27 anos, foi atingido no rosto e, assim como Silvia, teve o maxilar fraturado. O projétil ficou alojado na sexta vértebra cervical, um pouco abaixo do pescoço. Segundo o último boletim médico do Hospital Alvorada, em Moema, na zona sul, ele está consciente.

Na tarde de anteontem, as famílias dos feridos não quiseram dar entrevista para os jornalistas. Ontem, eles não foram localizadas. / ARTUR RODRIGUES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.