FELIPE RAU/ESTADÃO
FELIPE RAU/ESTADÃO

Feriado terá calor forte e chuvas passageiras em São Paulo

Frente fria passará ao largo do litoral paulista entre sexta e sábado, mas não terá força para vencer massa de ar quente e seca

O Estado de S. Paulo

20 de abril de 2016 | 21h06

SÃO PAULO - Este feriado prolongado terá sol, muito calor e algumas pancadas de chuva isoladas no Estado de São Paulo, de acordo com a Climatempo. Segundo a meteorologista Josélia Pegorim, uma fraca frente fria passará ao largo do litoral paulista entre amanhã e sábado, mas não terá força para vencer a massa de ar quente e seca que predomina em todo o Brasil desde o início do mês.

“Com a frente fria, haverá possibilidade de chuvas passageiras na tarde e na noite de amanhã, mas ela não será forte o suficiente para aliviar o calor nem para a atrapalhar os planos de quem vai para a praia”, disse Josélia. Esta quinta-feira, 21, segundo a meteorologista, será de muito sol e forte calor, com alguma possível nebulosidade, mas sem possibilidade de chuvas. “As temperaturas deverão variar entre 30°C e 35°C, mantendo-se neste patamar até domingo.”

Na cidade de São Paulo, segundo a Climatempo, não são registradas chuvas desde o dia 2 deste mês. “Houve pancadas passageiras na semana passada, em pouquíssimas áreas da capital. Mas no local de medição do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), no Mirante de Santana, não são registradas chuvas há 18 dias”, disse.

Trânsito. Em torno de 6 milhões de veículos devem circular pelas rodovias de acesso ao litoral e interior de São Paulo durante o feriado prolongado. Cerca de 2,8 milhões devem usar as rodovias sob concessão, conforme previsão da Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp), enquanto 1,4 milhão segue por rotas administradas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER). As vias federais recebem 1,8 milhão de veículos, segundo as concessionárias. A previsão é de tráfego maior do que na Semana Santa.

Para evitar rodovias cheias e congestionamentos, o motorista deve pegar a estrada fora dos horários de pico. Havia previsão de trânsito mais intenso a partir das 14 horas desta quarta até o início da madrugada desta quinta, com lentidão também da manhã ao início da tarde de quinta. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.