Marcos Bezerra/Futura Press
Marcos Bezerra/Futura Press

Feriado da Páscoa tem 22 mortes nas estradas paulistas

Já a quantidade de feridos no trânsito chegou a 432 pessoas, segundo balanço da polícia

O Estado de S. Paulo

06 Abril 2015 | 15h35

SÃO PAULO - Um balanço divulgado nesta segunda-feira, 6, pela Polícia Militar de São Paulo mostra que, durante o feriado prolongado de Páscoa, 22 pessoas morreram nas rodovias estaduais paulistas. Já o total de acidentes chegou a 671 casos, de acordo com o levantamento feito nas estradas.

A corporação enviou nota à imprensa "comemorando" a redução das estatísticas na comparação com o mesmo feriado do ano passado. Segundo a PM, houve 29% menos vítimas fatais no trânsito neste ano do que em 2014, quando 31 pessoas perderam a vida. Em relação ao número de acidentes, a redução foi de 26%, já que, no período anterior, foram registrados 912 casos.

Os dados dizem respeito ao período de quinta-feira, 2, a domingo, 5. A quantidade de vítimas feridas, entre graves e leves, chegou a 432 no período, patamar 15% inferior às 512 da Páscoa do ano passado.

Uma das explicações para a redução pode ser a intensificação da fiscalização nas estradas. No feriado deste ano, a polícia registrou 16,9 mil autuações de trânsito em todo o Estado, ante 14 mil em 2014.

Ao todo, 3,5 mil autuações foram lavradas por falta do uso do cinto de segurança, número maior do que as 2,3 mil pelo mesmo tipo de infração no ano passado. Além disso, 600 autuações foram expedidas por embriaguez ao volante, contra 468 na Páscoa anterior. Ao todo, 40 motoristas foram presos em flagrante pelo crime de embriaguez na condução de veículo. 

A malha rodoviária estadual de São Paulo conta cerca de 22 mil quilômetros de extensão.

Mais conteúdo sobre:
Páscoa trânsito feriado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.