Feirinha faz sucesso, sem cadeira e bebida

Evento na Vila Madalena atraiu milhares de pessoas e fila para entrar chegou a 40 minutos

JULIANA DEODORO, O Estado de S.Paulo

18 de fevereiro de 2013 | 02h03

No lugar de carros, manobristas e várias chaves empilhadas, comidas do mundo inteiro, chefs de cozinha e uma fila de amantes da gastronomia. Na tarde de ontem, um estacionamento da Vila Madalena, na zona oeste, se transformou em Feirinha Gastronômica e atraiu milhares de paulistanos.

O evento é um desdobramento do Chefs na Rua, que aconteceu no aniversário de São Paulo, em janeiro, e está marcado para todo domingo - cada semana com participantes diferentes.

Ontem, na primeira edição da feira, a fila para entrar era longa. Segundo relatos de quem estava por ali, a espera chegava a 40 minutos. Mas nada que desanimasse a blogueira de gastronomia Muriel Valencia, de 31 anos.

Peruana, ela conta que fez questão de ir a todas as feiras que aconteceram na cidade desde a Virada Cultural de 2012. "No Peru, é mais fácil encontrar comida de qualidade sendo vendida na rua. Essas feiras são a minha chance de matar as saudades", disse.

Segundo o produtor Maurício Schuartz, um dos organizadores, apenas 230 pessoas podiam permanecer do lado de dentro por vez. "Não colocamos cadeiras e não vendemos bebidas alcoólicas. A ideia é que funcione como feira, que as pessoas circulem", afirmou.

Para a chef Daniela Narciso, um dos diferenciais dessa edição era a venda de comidinhas que poderiam também ser levadas para casa, como terrines, chilli e brownies. Lica Siviero levou as geleias para vender na feira. "É uma maneira bacana de divulgar o produto para um público especial", disse.

Feijoada. No cardápio da feirinha, havia um pouco de tudo, como já se esperava. Em todos os próximos domingos, com exceção de julho, será possível comprar massas artesanais para fazer em casa ou se servir com feijoada vegetariana, bolinhos de grão de bico, tortillas espanholas ou nachos mexicanos.

Na lista de sobremesas, há brigadeiros com frutas tropicais, brownies, bolinhos ingleses de caramelo e sorvetes italianos. O preço médio da refeição será de R$ 20.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.