Faria Lima adota máxima de 60 km/h hoje

O corredor Gastão Vidigal, Faria Lima e Hélio Pellegrino, na zona sul de São Paulo, passa a partir de hoje a ter velocidade máxima permitida de 60 km/h.

William Cardoso, O Estado de S.Paulo

18 de julho de 2011 | 00h00

A medida afeta o tráfego nas Avenidas Doutor Gastão Vidigal, Professor Fonseca Rodrigues, Pedroso de Morais, Brigadeiro Faria Lima e Hélio Pellegrino e na Rua Inhambu, padronizando a velocidade máxima permitida, que antes chegava a 70 km/h. A exceção será um trecho de 1,4 km na Pedroso de Morais, entre a Faria Lima e a Rebouças, onde a máxima cai de 60 km/h para 50 km/h.

Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), as mudanças são necessárias para aumentar a segurança de motoristas e pedestres ao longo dos mais de 14 km do corredor. Desde abril, a administração municipal tem promovido a redução das velocidades máximas nas principais vias da capital.

Mãozinhas. Também a partir de hoje, orientadores conhecidos como mãozinhas, por usarem um cabo com uma mão na ponta, indicando que o motorista deve parar para a passagem do pedestre, estarão nas saídas das estações do Metrô e também em corredores de ônibus.

A região da Paulista, o Largo da Batata e bairros como Santana, Brás, Santo Amaro e Penha estão entre os 37 locais que receberão os orientadores. Em 13 corredores de ônibus e também nas áreas comerciais, os mãozinhas deverão atuar das 6h às 12h. Na entrada das estações de metrô, eles estarão das 7h às 13h.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.