Faria Lima adota máxima de 60 km/h hoje

O corredor Gastão Vidigal, Faria Lima e Hélio Pellegrino, na zona sul de São Paulo, passa a partir de hoje a ter velocidade máxima permitida de 60 km/h.

William Cardoso, O Estado de S.Paulo

18 Julho 2011 | 00h00

A medida afeta o tráfego nas Avenidas Doutor Gastão Vidigal, Professor Fonseca Rodrigues, Pedroso de Morais, Brigadeiro Faria Lima e Hélio Pellegrino e na Rua Inhambu, padronizando a velocidade máxima permitida, que antes chegava a 70 km/h. A exceção será um trecho de 1,4 km na Pedroso de Morais, entre a Faria Lima e a Rebouças, onde a máxima cai de 60 km/h para 50 km/h.

Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), as mudanças são necessárias para aumentar a segurança de motoristas e pedestres ao longo dos mais de 14 km do corredor. Desde abril, a administração municipal tem promovido a redução das velocidades máximas nas principais vias da capital.

Mãozinhas. Também a partir de hoje, orientadores conhecidos como mãozinhas, por usarem um cabo com uma mão na ponta, indicando que o motorista deve parar para a passagem do pedestre, estarão nas saídas das estações do Metrô e também em corredores de ônibus.

A região da Paulista, o Largo da Batata e bairros como Santana, Brás, Santo Amaro e Penha estão entre os 37 locais que receberão os orientadores. Em 13 corredores de ônibus e também nas áreas comerciais, os mãozinhas deverão atuar das 6h às 12h. Na entrada das estações de metrô, eles estarão das 7h às 13h.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.