Farah Jorge Farah será mandado a novo júri

O Tribunal de Justiça decidiu anteontem mandar a novo júri o cirurgião Farah Jorge Farah, que confessou ter matado e esquartejado a amante, Maria do Carmo Alves, em janeiro de 2003. Farah foi condenado a 13 anos de prisão em abril de 2008. A defesa pediu o novo júri pois alega que os jurados ignoraram um laudo oficial que mostra que o réu, no momento do crime, estava em estado semi imputável - não entendia o caráter criminoso de sua conduta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.