Divulgação/Facebook Frente de Luta por Moradia
Divulgação/Facebook Frente de Luta por Moradia

Famílias desocupam área da CDHU na zona sul de São Paulo

Grupo cobra construção de unidades do Minha Casa Minha Vida no Capão Redondo; PM cumpre reintegração de posse

Bibiana Borba, O Estado de S.Paulo

06 de junho de 2017 | 08h55
Atualizado 06 de junho de 2017 | 10h39

SÃO PAULO – A Polícia Militar (PM) cumpre ordem judicial para reintegração de posse de um terreno que pertence à Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) no bairro do Capão Redondo, na zona sul de São Paulo, na manhã desta terça-feira, 6. Mais de 800 famílias viviam irregularmente na área conhecida como Ocupação Parque do Engenho, conforme a Frente de Luta por Moradia (FLM). Grande parte dos moradores já havia deixado o local antes da chegada da PM, por volta das 6 horas, e os demais saem pacificamente.

O terreno de 10 mil metros quadrados, localizado na Rua Ana Aslan, tem histórico de formação de várias ocupações irregulares e reintegrações desde 2007, segundo o grupo. As famílias cobram promessa de construção de unidades do programa Minha Casa Minha Vida na área.

A Secretaria Estadual de Habitação de São Paulo informou, em nota, que o terreno foi ocupado irregularmente por 50 famílias em outubro e que a reintegração de posse foi determinada pelo juiz Rodrigo Sousa das Graças, da 13ª Vara Cível do Foro de Santo Amaro, na zona sul.

A reintegração é feita por policiais do 37º Batalhão da Polícia Militar Metropolitano (BPM/M), com o apoio da CDHU. Segundo a secretaria, a companhia fornecerá caminhões para mudança e maquinário necessário para demolição das construções irregulares. "Os ocupantes do terreno foram comunicados da data da reintegração de posse", declarou a pasta.

Representantes dos moradores têm reunião com a CDHU e a Defensoria Pública do Estado prevista para as 14 horas, na sede da companhia, no centro da capital paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.