Familiares e amigos da tripulação da TAM se reúnem em missa

Cerca de 80 pessoas rezam por funcionários da companhia que estavam no vôo 3054

Humberto Maia Junior, do Estadão,

24 de julho de 2007 | 15h30

Cerca de 80 familiares e amigos da tripulação do vôo 3054 da TAM se reuniram nesta terça-feira, 24, às 10 horas, em uma missa católica realizada em homenagem aos funcionários da companhia que morreram com a explosão do avião no Aeroporto de Congonhas, na última terça-feira, 17. Na missa, rezada pelo padre Juarez de Castro, da Arquidiocese de São Paulo, estavam presentes familiares e amigos das vítimas e membos do Sindicato Nacional dos Aeronautas, da Associação dos Tripulantes da TAM e da Associação dos Tripulantes da Gol. Chamou atenção José Roberto Silva, pai da aeromoça Madalena Silva, de 20 anos, jovem que estava no avião que se acidentou. Silva segurava um cartaz com uma foto da filha e a frase "sou feliz porque realizei meu sonho, estarei sempre com minha família". "Ela morreu fazendo o que gostava, adorava ser comissária", desabafou o pai. Durante a missa, o padre disse que neste momento "as pessoas estão pensando muito na pista, na causa do acidente" e se esquecendo "do ser humano, que precisa ser consolado".  

Mais conteúdo sobre:
vôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.