Familiares das vítimas de acidente da TAM esperam punição ‘exemplar’

Presidente de associação diz que pena pode ser exemplo para o setor, para que pessoas não sejam colocadas em risco sem necessidade

Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

07 Abril 2014 | 21h12

SÃO PAULO - O presidente da Associação de Familiares e Amigos das Vítimas do Voo TAM JJ3054 (Afavitam), Dario Scott, afirmou nesta segunda-feira, 7, esperar que a Justiça acate a recomendação do Ministério Público Federal e determine uma punição "exemplar" para os responsáveis pelo acidente do voo que partiu de Porto Alegre para São Paulo, em 17 de julho de 2007.

"É claro que nada trará as pessoas de volta, mas isso pode ser um exemplo para o setor, para não colocar pessoas em risco sem necessidade", disse Scott, que perdeu a filha de 14 anos na tragédia.

"Sabemos que há mais pessoas responsáveis, mas o Ministério Público Federal só conseguiu reunir provas e processar esses acusados. Não é o que gostaríamos, mas esperamos que a Justiça concorde com o MPF no momento de dar a sentença", disse Scott.

Mais conteúdo sobre:
TAM acidente aéreo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.