Família se divide entre esperança e resignação

A família do montanhista Bernardo Collares Arantes está dividida. Sua mãe, Heliane Damiano Collares, de 68 anos, tem esperanças de que o filho possa ser resgatado com vida. Leandro, um dos quatro irmãos de Bernardo, é mais cético e acha essa possibilidade difícil.

Marcelo Auler / RIO, O Estado de S.Paulo

08 Janeiro 2011 | 00h00

Diante das escaladas de Bernardo, a mãe "sempre ficava apreensiva, mas aceitava, pois era a escolha dele", diz Leandro, porta-voz da família. O irmão do montanhista também quer se aventurar nas escaladas. "Já havia começado o curso e parei. Vou voltar", afirma. A irmã Kátia também faz escaladas.

Bernardo é filho do advogado, jornalista e político mineiro Euro Luiz Arantes, fundador do jornal Binômio, famoso nos anos 1950. Deputado estadual entre 1959 e 1961, morreu em 1993. Leandro conversou com o irmão na véspera do Natal sobre a escalada ao Fitz Roy. "Não era qualquer montanha. Ele tinha respeito, mas não medo. Até onde tenho conhecimento, ninguém o aconselhou a não fazer esta escalada. Afinal, todo mundo sabia o quanto ele era experiente e respeitava a montanha."

Esta foi a terceira tentativa de Bernardo de subir o Fitz Roy. Em 2010, o mau tempo impediu a escalada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.