Família protesta por morte de adolescente na porta de lanchonete

Suspeita é de que menino tenha morrido após ser agredido por seguranças do estabelecimento na zona norte da cidade

O Estado de S. Paulo

02 Março 2017 | 22h10

Parentes do garoto João Victor Souza de Carvalho, de 13 anos, morto na porta de uma unidade do Habib’s no domingo passado protestaram nesta quinta-feira, 2, na Freguesia do Ó, na zona norte da capital paulista. 

A suspeita é de ele tenha morrido após ser agredido por seguranças da lanchonete. O garoto pedia esmola a clientes e ameaçava quebrar vidros, segundo funcionários. 

Uma catadora de material reciclável afirma ter visto o adolescente ser agredido por “um homem forte, gordo, moreno com uniforme do Habib’s” e desmaiar em seguida. A Polícia Civil investiga se o garoto morreu após ser agredido por seguranças da lanchonete. Segundo ela disse à polícia, o homem segurou o garoto pela gola da camisa e deu um soco na cabeça dele. 

O Habib’s tem dito que vai colaborar com as investigações. 

Mais conteúdo sobre:
Freguesia do Ó Polícia Civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.