Família nega que atleta morto estivesse armado

A família de Wallen Eduardo de Oliveira Ramos, de 16 anos, afirmou ontem que, ao contrário do que disse a polícia, o atleta não estava armado quando foi baleado e morto pelo delegado João Wagner Bertoncello, terça-feira em Catanduva. O delegado disse que reagiu a um assalto ao chegar em casa. Wallen era tricampeão mundial de levantamento de peso. Segundo a polícia, o jovem estava em uma moto e apontou uma arma para o delegado ao tentar assaltá-lo.

O Estado de S.Paulo

12 Outubro 2012 | 03h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.