Família não fala mais sobre morte na Austrália

A família do brasileiro Roberto Laudisio Curti - morto em Sydney, na Austrália, dia 18, após levar choques de Taser - é constantemente informada sobre as investigações e não fala sobre o caso provavelmente a pedido da polícia, que também não comenta o assunto.

O Estado de S.Paulo

27 Março 2012 | 07h40

De acordo com as informações disponíveis até agora, tudo leva a crer que a pessoa aparentemente alterada na loja de conveniência de onde foi levado um pacote de biscoito era mesmo Roberto Laudisio. O roubo teria provocado a perseguição policial que resultou na morte do estudante. Câmeras da loja gravaram o que se passou, mas as imagens estão com a polícia. / JORGE BECHARA, ESPECIAL PARA O ESTADO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.