Werther Santana/AE
Werther Santana/AE

Família é feita refém em roubo a casa na zona oeste de SP

Polícia foi chamada por testemunhas que presenciaram a invasão; dois dos marginais foram presos

Daniela do Canto, Central de Notícias

22 de julho de 2009 | 05h31

Três pessoas de uma mesma família foram feitas reféns dentro da própria residência por cerca de duas horas, durante um assalto zona oeste de São Paulo, na noite desta terça-feira, 21. Quatro bandidos invadiram a casa, localizada na Vila Leopoldina, por volta das 20h30. Um deles saiu para efetuar saques em caixas eletrônicos enquanto a família era mantida sob a vigilância dos comparsas. A Polícia Militar (PM) foi acionada por testemunhas e dois ladrões foram presos; outros dois conseguiram fugir. Ninguém ficou ferido.

 

O dono da casa, um contabilista de 46 anos, contou que chegava à residência no seu Peugeot 206 quando foi abordado. A quadrilha aproveitou quando a vítima abriu o portão eletrônico da garagem para entrar no imóvel. Dentro da casa, os criminosos renderam também a esposa da vítima, de 41 anos e a filha, de 19. Conforme o contabilista, os bandidos queriam um suposto cofre e disseram para que ele não mentisse sobre a sua existência. "Eu falei que eles podiam revirar tudo que não iam encontrar nada".

 

A família foi mantida na sala sob a vigilância de um dos assaltantes. De acordo com o relato do contabilista, dois homens subiram para os quartos e um quarto bandido foi até a cozinha. Ele não foi mais visto. Um dos criminosos que estava na sala pegou o cartão bancário e a senha da vítima e saiu para efetuar saques em caixas eletrônicos.

 

Avisados pelo Centro de Operações da Polícia Militar (PM), que recebeu a denúncia, policiais da Força Tática do 4º Batalhão chegaram ao local por volta das 21 horas. Eles tocaram a campainha da residência e foram atendidos pelo contabilista, que disfarçou e disse que estava tudo bem. Ele contou que um funcionário do banco onde é correntista chegou a ligar para perguntar sobre a movimentação na conta. O contabilista confirmou os saques.

 

Dentro da casa, a quadrilha percebeu a movimentação da polícia e um dos assaltantes conseguiu fugir pelos fundos. A PM entrou na residência e prendeu Diego Henrique Melo da Silva. Um revólver calibre 38 usado por ele foi encontrado escondido debaixo de um colchão. Segundo a PM, Andrew Lima de Oliveira foi preso quando ao chegava ao local do crime, em um Gol, depois de efetuar os saques da conta do contabilista. Com ele, foram apreendidos um carregador de pistola, o cartão bancário da vítima e R$ 2 mil.

 

Conforme familiares das vítimas, o ladrão fez um saque de R$ 1 mil e pegou outros R$ 1 mil por meio de um empréstimo pessoal, no próprio caixa eletrônico. O caso foi registrado no 91º Distrito Policial (Ceagesp).

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.