Família de lutadores mata assaltantes a facadas no interior

Marido, mulher e filho foram rendidos em casa, aproveitaram o descuido de um dos ladrões e reagiram

Rene Moreira, Especial para o Estado

17 Abril 2015 | 11h32

Atualizada às 19h16
FRANCA - Dois homens foram mortos a facadas por uma família de lutadores durante tentativa de assalto em Limeira, no interior de São Paulo, na noite desta quinta-feira, 16.
Armada com uma faca e um revólver, a dupla rendeu o casal, de 33 anos e o filho, de 17, todos lutadores de artes marciais, quando eles chegavam em casa. Os três foram levados para dentro da residência e, durante duas horas, recolheram objetos de valor. Neste período, os pais e o filho sofreram ameaças e agressões.
As vítimas contaram que se salvaram porque aproveitaram um descuido de um dos ladrões, que deixou o revólver no sofá. Segundo o boletim de ocorrência, neste momento, o pai pegou a arma e o filho, a faca, e os dois golpearam o assaltante. Depois, a mulher atacou o outro bandido com a mesma arma.
Quando a ambulância chegou, os dois estava mortos, perto dos objetivos que haviam separado para levar. Havia joias e mais de R$ 1 mil em dinheiro.
De acordo com a Polícia Militar, os corpos foram encaminhados, com várias perfurações, para o Instituto Médico-Legal (IML). Até a tarde desta sexta-feira, 17, eles não haviam sido identificados.
Os nomes das vítimas não foram revelados, e o caso será investigação pela Polícia Civil.
A família não quis se manifestar sobre o roubo. Os três foram liberados, pois a polícia considerou que eles agiram em legítima defesa. Apesar do desfecho, a recomendação é para que as vítimas não reagem em caso de assalto.

Mais conteúdo sobre:
Violência São Paulo Limeira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.