Família de gerente de banco é sequestrada no interior de São Paulo

Enquanto mulher retirava dinheiro de cofre em Araçoiaba da Serra, sogros, marido e filho eram feitos reféns em cativeiro em Tatuí

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

23 Abril 2015 | 14h31

SOROCABA - Uma gerente de banco e sua família foram sequestradas e passaram a noite em poder dos criminosos, em Itapetininga, região de Sorocaba, no interior de São Paulo. Oito bandidos, segundo a Polícia Militar, invadiram a casa da gerente na noite desta quarta-feira, 22. Depois de permanecerem algumas horas no local, levaram a família para um cativeiro, em Tatuí, cidade próxima. No início da manhã desta quinta-feira, 23, a gerente foi solta com a incumbência de ir até o banco - a agência central do Bradesco, em Araçoiaba da Serra - e retirar todo o dinheiro do cofre.

Caso chamasse a polícia, os familiares - os sogros, o marido e o filho da gerente - seriam mortos. Funcionários que já estavam no local perceberam o nervosismo da gerente e a PM foi avisada. Os bandidos, que monitoravam os passos da bancária, acabaram libertando a família e fugiram. Ninguém ficou ferido.

Um helicóptero da PM foi usado nas buscas, mas até o início da tarde desta quinta-feira, as buscas pelos criminosos continuavam com o apoio de um helicóptero da PM.

É o segundo caso de sequestro de gerente de banco na região neste mês. No início de abril, um gerente foi sequestrado em Boituva e acabou entregando o dinheiro para os bandidos, que não foram presos.

A Polícia Civil acredita que os assaltantes estejam retomando essa estratégia, depois que a explosão de caixas automáticos passou a ser combatida com mais rigor pelos órgãos da segurança pública.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.