Família de gerente de banco é feita refém para facilitar roubo

Criminosos invadiram casa de funcionário do Bradesco para obrigá-lo a ajudar no assalto a uma agência da zona leste

O Estado de S.Paulo

15 Novembro 2011 | 03h02

A família do gerente de uma agência do Bradesco da zona leste da capital foi feita refém por uma quadrilha que queria roubar o banco. O bando rendeu a família antes de o gerente sair de casa e conseguiu entrar no banco antes de abrir. Todos os criminosos conseguiram fugir com dinheiro e armas de vigias da agência. Nem o gerente nem a família dele ficaram feridos.

A polícia foi avisada sobre o assalto depois do fim do roubo. Ao todo, 26 testemunha foram levadas à delegacia para prestar depoimento. Funcionários da agência foram sendo rendidos à medida que chegavam para trabalhar.

A Polícia Civil não deu informações claras sobre a forma como o gerente foi usado para facilitar o acesso do bando à agência nem informou o número exato de criminosos que participaram da ação.

A agência fica na Avenida Morais Costa, na Vila Industrial. Após o crime, mesmo sem que ninguém tivesse sido preso, o gerente, sua família e 23 funcionários da agência tiveram de comparecer ao 49.º Distrito Policial, onde o caso foi registrado.

A agência ficou fechada durante todo o dia. Segundo informações da TV Globo, a família do gerente foi liberada perto das 11 horas, mesmo horário em que a polícia foi informada sobre o crime. Já os funcionários rendidos teriam ficado trancados no cofre da agência.

A reportagem tentou conversar com policiais da delegacia para obter detalhes do caso, mas não teve sucesso.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública não divulgou mais informações sobre o caso.

Também não foi confirmada a quantidade de dinheiro levada pelos ladrões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.