Epitácio Pessoa/Estadão
Epitácio Pessoa/Estadão

Família de funcionário da Protege é sequestrada em Campinas

Mãe e filho foram libertados em rodovia; empregados fizeram protesto em frente à empresa de valores

Rene Moreira, Especial para O Estado

05 Agosto 2016 | 18h24

A família de um funcionário da empresa de valores Protege, em Campinas, no interior de São Paulo, foi sequestrada por bandidos. Mãe e filho de um empregado foram as vítimas. Levados na noite desta quinta-feira, 4, eles foram libertados horas depois na Rodovia Anhanguera, em Nova Odessa (SP), mas os sequestradores não teriam conseguido qualquer dinheiro.

Por causa do sequestro, uma manifestação foi realizada por empregados da Protege na porta da empresa na manhã desta sexta-feira, 5. Os manifestantes se mostraram revoltados com as demissões de funcionários que tiveram suas famílias sequestradas.

Foi o que teria acontecido na ocorrência anterior, no mês passado, quando três trabalhadores foram dispensados após entregar dinheiro a bandidos que sequestraram parentes de um deles. A Protege não se manifestou sobre o ocorrido dessa vez e nem sobre as dispensas anteriores.

Mãe e filho prestaram depoimentos na Delegacia Seccional de Campinas, mas detalhes do crime não foram revelados. Também não foi informado o que levou à libertação dos reféns, mesmo sem o pagamento do resgate.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.