Falta de orientação da CET

ESTAÇÃO BUTANTÃ

O Estado de S.Paulo

03 de agosto de 2012 | 03h04

O Departamento de Operação do Sistema Viário (DSV) e a Prefeitura viraram uma máquina de arrecadar multas. Com a abertura da Estação Butantã do Metrô, a Avenida Vital Brasil ficou com trânsito lentíssimo. Em 29/3 fui multado por não dar preferência a um pedestre que não havia concluído a travessia. O fato é que dezenas de veículos precisam entrar à direita, na estação, e não há farol para pedestre. Ou seja, quem sai do Metrô tem de tentar a travessia no meio dos carros ao cruzar a Rua Pirajuçara. O motorista que tenta fazer a manobra tem duas opções: esperar por tempo indefinido, atrapalhando o trânsito, ou seguir devagar, torcendo para que o fluxo de pedestres se interrompa por alguns segundos, para poder avançar. Guarda de trânsito para orientar? Nenhum. Ou melhor, havia um atrás de um poste preenchendo o talão de multas. Enviei recurso, mas foi indeferido. O DSV age com autoritarismo, falta de diálogo e desinteresse em buscar o bem comum.

DANIEL BRAZIL / SÃO PAULO

A CET informa que elaborou projeto para reduzir o conflito entre pedestres e veículos no cruzamento da Av. Vital Brasil com a R. Pirajuçara. O projeto será adotado conforme cronograma da companhia.

O leitor reclama: A CET ignora o foco da reclamação. Até hoje não há guardas nem semáforos para pedestres no referido cruzamento. A bagunça continua e a fábrica de multas também. É incrível que o propalado Programa de Proteção ao Pedestre não inclua agentes orientando as pessoas em pontos nevrálgicos como este. É lamentável a falta de planejamento, uma vez que a estação foi inaugurada há mais de um ano.

CENTRO OLÍMPICO DE SP

Futebol e barulho à noite

Venho reclamar do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa do Município de São Paulo, no Ibirapuera, que permite o uso de um dos seus campos de futebol, diariamente, até de madrugada. Por que a fiscalização não atua - apesar de diversas reclamações feitas - para impedir esse abuso? Temos de conviver com o barulho de apito, gritos, xingamentos e brigas. Sem contar o gasto de energia com iluminação potente, considerando que a instituição se encontra em contenção de despesas para o uso do lazer aquático.

RICARDO GUEDES / SÃO PAULO

A Secretaria de Coordenação das Subprefeituras, por meio do Psiu, diz que notificará o Centro Olímpico e solicitará que sejam tomadas as providências para acabar com o problema.

O leitor relata: Aguardei uns dias para avaliar o resultado da ação que a secretaria disse que tomaria, mas a situação piorou. As atividades no campo começam por volta das 20 horas e as luzes dificilmente são apagadas antes da uma hora da manhã.

RUA AUGUSTA

Calçada não foi refeita

Quase quebrei o pé por causa das péssimas condições da calçada na altura do n.º 800 da Rua Augusta. A calçada está toda esburacada e, quando chove, as poças se tornam verdadeiras armadilhas. O problema já existe há mais de um mês e, mesmo após reclamação na Prefeitura, o reparo não é feito. É preciso consertá-la urgentemente, antes que alguém se machuque.

RUBENS KRAUSZ / SÃO PAULO

A Subprefeitura Sé informou que o serviço de reparo no local, realinhamento de guias e sarjetas e, posteriormente, recomposição do passeio teria início em 18/6.

O leitor contesta: Passei no local no dia 31/7 e a calçada continuava esburacada. O jeito é andar na rua ou mudar de lado.

CLARO FIXO

Quase um mês sem linha

Parece brincadeira, mas a empresa da qual sou sócio está sem as 4 linhas telefônicas há 19 dias e a Embratel não toma providências nem dá explicações. Um descaso total! Quem paga o prejuízo da empresa no fim do mês?

RUBENS SANTO MARINI

/ SÃO PAULO

A Claro Fixo informa que identificou a desativação indevida das linhas em questão. Em contato com o leitor, agendou visita técnica para instalação do novo serviço.

O leitor comenta: As linhas foram religadas em 27/7, após 26 dias sem que nenhum dos 4

telefones funcionasse. E sem nenhuma explicação. A resposta fala em "novo serviço", mas falta mostrarem do que se trata esse serviço! Não sabíamos nem que a Embratel agora é Claro Fixo, o que demonstra a falta de respeito com o consumidor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.