WriterKos/Twitter
WriterKos/Twitter

Falta de energia para Linha 9-Esmeralda da CPTM por meia hora

Circulação foi interrompida das 7h10 às 7h40, período em que as estações ficaram fechadas; usuários tiveram que descer dos vagões e caminhar sobre os trilhos

Felipe Tau, O Estado de S. Paulo

12 Março 2014 | 09h22

Atualizado às 11h51

SÃO PAULO - Os trens da Linha 9-Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) circularam com velocidade reduzida por mais de três horas nesta quarta-feira, 12, depois de um apagão de energia interromper completamente a operação entre as 7h10 e as 7h40. As estações foram fechadas no período para evitar superlotação nas plataformas, segundo a CPTM, e foram colocados em circulação ônibus do Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência (Paese), da SPTrans. A situação foi normalizada às 10h35, informou a companhia, e o Paese foi suspenso em seguida. 

De acordo com a CPTM, a falta de energia aconteceu entre as Estações Cidade Jardim e Jaguaré, mas acabou afetando toda a linha, forçando as composiçõe a circular em via única em todo o trecho: da Estação Osasco, na zona oeste da Grande São Paulo, à Grajaú, na zona sul da capital. Usuários tiveram que deixar os vagões e caminhar sobre os trilhos durante a paralisação.

A pane teve reflexos ainda nas Linhas 3-Vermelha e 5-Lilás do Metrô, que também passaram a operar com velocidade reduzida - esta última, seguia com atrasos às 9h11.

Ônibus. Segundo a SPTrans, 40 ônibus adicionais destinados a atender os usuários da CPTM foram colocados nas ruas a partir das 7h40. Eles estão fazendo o trecho entre as Estações Hebraica/Rebouças e Villa-Lobos/Jaguaré. Os coletivos pertencem ao Consórcio Sudoeste (viações Transpass e Gato Preto).

Mais conteúdo sobre:
CPTM Linha 9- Esmeralda

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.