JF DIORIO / ESTADÃO
JF DIORIO / ESTADÃO

Falta de energia causa prejuízos a comércios na zona sul de SP

Calvário começou com o temporal do dia 29 de dezembro, que derrubou mais de 500 árvores na capital

O Estado de S. Paulo

09 Janeiro 2015 | 22h48

SÃO PAULO - Uma série de quedas de energia causou transtornos e prejuízos para comerciantes da Alameda Raja Gabaglia, na Vila Olímpia, zona sul de São Paulo. O calvário começou com o temporal do dia 29 de dezembro, que derrubou mais de 500 árvores na capital. A luz na região acabou e só foi restabelecida cerca de 50 horas depois, já no último dia de 2014. Desde então, segundo os comerciantes, houve pelo menos outras três interrupções.

No início da tarde de segunda-feira, tudo voltou a ficar escuro. “É o horário em que abrimos. Como fazer para atender os clientes sem luz, com a câmara fria sem funcionar?”, questionou o proprietário da churrascaria Olímpia Grill, Marco Steinberg. “Fizemos comida à luz de velas”, afirmou. Na ocasião, a energia foi restabelecida por volta das 18 horas. No dia seguinte, entretanto, acabou novamente antes do meio-dia.

A instabilidade impactou no movimento do restaurante, que caiu pela metade nesse período. O prejuízo, contando também os equipamentos queimados e alimentos que tiveram de ser jogados fora, chega a R$ 30 mil, segundo Steinberg.

José Dapistel, um dos proprietários do restaurante vizinho, o árabe Baruk, acredita que seu prejuízo foi ainda maior: cerca de R$ 50 mil desde o dia 29. “Tivemos de jogar todos os produtos perecíveis no lixo, como frutas, frango e filé mignon”, afirmou. “Estamos até pensando em entrar com um advogado na Justiça para ressarcir parte do prejuízo.”

O empresário Francisco Fernandes Filho, de 71 anos, disse que sua fábrica de conexões de aço, localizada na Rua Toledo Barbosa, no Belém, zona leste da capital, contabilizava nesta sexta-feira, 9, dois dias sem luz. “A minha empresa tem 20 funcionários e está parada desde as 16h30 da quarta-feira.” Fernandes Filho contou que o fornecimento de energia não havia sido restabelecido até as 17 horas desta sexta. / MÔNICA REOLOM, FELIPE RESK e PAULA FELIX

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Eletropaulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.