Falsos fiscais da Prefeitura são presos na zona sul de SP

Eles tentaram subornar um responsável por canteiro de obra na 23 de maio e foram presos em flagrante

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

18 de junho de 2008 | 05h30

Os estelionatários Márcio Gonçalves de Campos, de 38 anos, e José Alvaro de Brito, de 51 anos, foram detidos na tarde de terça-feira, 17, por policiais da Delegacia do Capão Redondo (47ºDP). Os dois se passavam por fiscais da Prefeitura de São Paulo e, assim, arrancavam dinheiro de responsáveis por canteiros de obras na cidade. Na terça-feira, usando um crachá de agente de apoio da Prefeitura, inclusive com sua foto, José Alvaro escolheu um canteiro de obras em fase inicial na Avenida 23 de Maio, na região do Ibirapuera, zona sul da cidade. Brito, vestindo um jaleco azul, com a inscrição PMSP (Prefeitura Municipal de São Paulo) e um terceiro criminoso acompanhavam Alvaro. O trio entrou em contato com o proprietário da obra fazendo ameaças, dizendo que iria ser feita uma vistoria, mas que a inspeção poderia ser cancelada caso eles entrassem em um acordo. O dono da obra então pediu um tempo, localizou o sócio e sua assessoria jurídica, que decidiram ligar para a Subprefeitura de Vila Mariana, responsável pela região do Ibirapuera. Funcionários da subprefeitura negaram conhecer os três supostos fiscais. Um dos donos da construção acionou policiais civis da delegacia próxima de sua casa, que sugeriram às vítimas que marcassem um encontro com os falsos fiscais. Passando-se por um dos sócios, um dos policiais civis foi até o local combinado, em frente ao canteiro de obras, onde o trio foi detido assim que exigiu 3 mil reais para não fazer a vistoria. Ao receberem voz de prisão, os acusados correram. Um deles conseguiu escapar, mas Alvaro e Márcio acabaram presos e foram indiciados por estelionato, falsa identidade e usurpação de função pública. Alvaro já trabalhou de vigia na Subprefeitura de Ermelino Matarazzo (zona leste), de onde saiu em 2006.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.