Falso desembargador é preso por suspeita de vender cargo

Homem de 50 anos ofereceu vaga em gabinete por R$6.600; vítima desconfiou de golpe após adiantar R$ 2 mil

Fabiana Marchezi, da Central de Notícias,

17 Junho 2009 | 11h30

Um homem de 50 anos foi preso em flagrante na tarde de terça-feira, 16, por suspeita de estelionato na Alameda Ministro Rocha Azevedo, região dos Jardins, na zona oeste de São Paulo. Carlos Nazar Afrahamjan é acusado de tentar se passar por desembargador para vender um cargo de assessor em seu gabinete pelo valor de R$ 6.600.

 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado, a polícia foi acionada por um engenheiro de 44 anos que afirmou ter sido vítima do golpe. Ele relatou que foi abordado no último dia 10 pelo suspeito, que afirmou ser desembargador e lhe ofereceu o cargo de assessor em seu gabinete, localizado nas proximidades da Avenida Paulista.

 

Para conseguir o emprego, ele deveria levar uma cópia de seus documentos pessoais e pagar a quantia de R$ 6.600. O engenheiro aceitou a proposta e deu, como adiantamento, a quantia de R$ 2 mil. Após pesquisar o nome do suspeito, o engenheiro desconfiou que tinha sido vítima de um golpe e acionou a polícia.

 

Ainda segundo a secretaria, a vítima foi instruída pela polícia a marcar um novo encontro com o homem para o pagamento do resto da quantia combinada. No local marcado, a polícia prendeu o suspeito com os documentos da vítima e R$ 1 mil do engenheiro, que foi devolvido. Afrahamjan foi encaminhado para o 2º Distrito Policial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.