Falhas no Metrô prejudicam 165 mil passageiros em São Paulo

Falha nas linhas Vermelha e Azul gerou caos nas estações pela manhã

estadão.com.br, texto atualizado às 16h07

14 Março 2012 | 12h49

São Paulo, 14 - As falhas nas linhas 1-Azul e 3-Vermelha do Metrô de São Paulo prejudicaram 165 mil passageiros nesta quarta-feira, 14, segundo informações da companhia. Um problema na Linha 9-Esmeralda da CPTM, também nesta manhã, afetou cerca de 30 mil usuários.

Um problema em um trem na Linha 3 às 6h46, na Estação Pedro II, fez com que a composição fosse esvaziada. A composição foi retirada de circulação. Segundo a empresa, por volta das 7h45, a situação começou a se normalizar. Mas, às 8h20, as plataformas continuavam cheias na estação da Sé.

Na Linha 1, os passageiros enfrentaram problemas por volta das 7h45, quando um trem que seguia para o Jabaquara, na zona sul, apresentou problema de tração entre as estações Vila Mariana e Santa Cruz. O trem foi esvaziado, mas devido ao problema as composições passaram a circular com redução de velocidade e maior tempo de parada nas estações. A circulação foi normalizada por volta das 8h10.

 

CPTM. Os usuários dos trens da CPTM demoraram para embarcar devido a um defeito no sistema de energia na Linha 9-Esmeralda. Por causa do problema, os carros circularam por via única entre as estações Granja Julieta e Santo Amaro, na zona sul, desde as 6h.

Os usuários da Linha Lilás do metrô também foram prejudicados. De acordo com a CPTM, a circulação dos trens voltou ao normal por volta das 8h15. Os usuários foram avisados pelo sistema de som das estações e dos trens. O Plano de Apoio Entre Empresas Frente a Situações de Emergência (Paese) não foi ativado.

Os trólebus também tiveram problemas no sistema de energia, provocando atraso para saída da garagem em quase toda cidade. De acordo com a SPTrans, a situação voltou ao normal por volta das 7h.

Mais conteúdo sobre:
metrô falha de metrô

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.