Falhas de via afetam funcionamento da CPTM e do Metrô em São Paulo

No Metrô, sistema elétrico teve problema na Barra Funda; já na CPTM, problema ocorreu na Linha 7-Rubi

Ítalo Reis, do estadão.com.br, atualizado às 18h36

27 Março 2012 | 17h32

SÃO PAULO - Falhas de via no Metrô de São Paulo e na Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), mais a chuva que caiu na tarde desta terça-feira, 27, afetaram a circulação de trens. No metrô, todo o sistema operou com velocidade reduzida por duas horas devido ao problema; na CPTM, a falha afetou os passageiros da Linha 7-Rubi (Jundiaí-Luz) por mais de uma hora.

De acordo com o Metrô, a falha ocorreu por volta das 15h50 na Estação Palmeiras-Barra Funda, afetando o sistema de alimentação elétrica dos trens na área de manobra de trens, no pátio da estação. As composições circulam de maneira lenta e, por volta das 18 horas, os passageiros demoraram mais de 30 minutos para passar a roleta e chegar à plataforma de embarque.

O problema na Barra Funda prejudicou todo o funcionamento das linhas 3-Vermelha, além das linhas 1-Azul e 4-Amarela, até as 17h50, quando a situação começou a ser normalizada. A chuva também altera o intervalo entre composições na Linha 5-Lilás.

Uma equipe de manutenção trabalhou para normalizar o funcionamento da área elétrica e as causas da falha não foram informadas. O sistema sonoro das estações e dos trens avisava os passageiros sobre o problema na rede do Metrô.

Já na CPTM, um defeito de via em toda a Linha 7-Rubi afetou o funcionamento do ramal das 16h10 às 17h25, quando o problema foi resolvido e a situação começou a ser normalizada. Segundo a companhia, a chuva também faz com que o ramal tenha o intervalo de espera por trens ampliado.

Com informações de Gustavo Villas Boas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.