RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS
RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS

Falha em radar cancela e atrasa voos em Cumbica, Congonhas e Viracopos

Erro no sistema de radar de aproximação de órgão da Força Aérea Brasileira alternou voos e tardou algumas decolagens em São Paulo

Leonardo Pinto e Isabela Palhares, especial para o Estado

16 Junho 2018 | 10h16
Atualizado 16 Junho 2018 | 15h14

A operação aérea dos principais aeroportos de São Paulo foi afetada na manhã deste sábado, 16, por uma falha no sinal do radar de aproximação da Aeronáutica. Segundo a Infraero, houve "instabilidade de uma hora no sistema de trafego aéreo do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), órgão da Força Aérea Brasileira (FAB) responsável por manejar e orientar os voos nos aeroportos brasileiros. 

O Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), do Decea, identificou o problema às 8h15 e teve que efetuar ações de contingenciamento entre as aeronaves nas áreas de São Paulo, Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF) e Curitiba (PR). O sinal do radar da Área de Controle do Terminal de São Paulo afetou o fluxo de tráfego aéreo, informou a FAB ao Estado.

Cerca de uma hora depois, o problema no radar já havia sido normalizado. No entanto, o hiato causado pela falha alterou o plano de voos das companhias aéreas para o restante do dia.

O Aeroporto de Guarulhos informou que até as 12h40 recebeu 39 voos atrasados de outros aeroportos e teve quatro chegadas canceladas. Entre a 0h e 12h deste sábado, o terminal teve 66 partidas com mais de 30 minutos de atrasos e duas canceladas. Apenas na última hora, seis decolagens atrasaram. 

Congonhas e Viracopos, em Campinas, também foram afetados e apresentaram mudanças em seu quadro de voos.

+++ Radar quebrado, tumulto e voos cancelados em Congonhas

A Infraero informou que suspendeu as operações de pouso e decolagem no aeroporto de Congonhas entre 8h13 e 9h27 por conta de "instabilidade no sistema de tráfego". Nesse período, oito voos foram cancelados e 52 atrasaram, entre chegadas e partidas.

O Aeroporto Internacional de Brasília divulgou no Twitter que um voo de Washington, nos Estados Unidos, com destino a Guarulhos, teve que pousar na capital por conta do sinal prejudicado no terminal de controle do aeroporto na metrópole paulista.

Situação nas companhias

A assessoria da companhia Azul confirmou que a falha impactou a operação e houve cancelamentos de 16 voos até o momento. "Em função de restrições no sistema de controle de tráfego aéreo em São Paulo, alguns voos da Azul foram cancelados ou atrasados. A companhia trabalha para minimizar os impactos e reforça que está prestando toda a assistência necessária", disse em nota a empresa. Segundo a Azul, os passageiros afetados estão sendo transferidos para outros voos da própria companhia. 

A companhia Gol também disse que toda a sua operação da manhã foi afetada neste sábado, tanto dos voos que chegavam e partiam dos aeroportos de São Paulo, como os que tinham conexão na cidade. A empresa informou que nove voos, previstos para chegar nesses dois terminais, foram deslocados para outras cidades, como Curitiba e Rio de Janeiro.

A Latam afirmou em nota que, "devido a questões técnicas no radar responsável pelos aeroportos de São Paulo", oito voos da companhia foram impactados, sendo dois cancelados e seis alternados para Ribeirão Preto, Curitiba, Galeão (no Rio de Janeiro) e São José do Rio Preto. O comunicado enviado às 11h diz que "o funcionamento do radar já foi restabelecido e as operações da companhia estão sendo normalizadas". 

A Avianca informou que teve 17 atrasos por causa da queda no sistema de radar. 



 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.