Luiz Magalhães (@Sigam_Luiz)/Twitter/Reprodução
Luiz Magalhães (@Sigam_Luiz)/Twitter/Reprodução

Falha em trem prejudica usuários da Linha 11 da CPTM

Problema em Itaquera fez composições operarem com velocidade reduzida e estações ficarem lotadas no horário de pico da manhã

Felipe Resk, O Estado de S. Paulo

22 de setembro de 2015 | 09h06

SÃO PAULO - Usuários da Linha 11-Coral, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), passaram por sufoco na manhã desta terça-feira, 22. Por causa de uma falha em um trem na Estação Corinthians-Itaquera, na zona leste da capital, as composições operaram com velocidade reduzida em pleno horário de pico e as estações acabaram lotadas.

A pane no trem aconteceu por volta das 6h30 e, segundo a CPTM, a circulação só foi normalizado às 8h10. A composição ficou parada entre as Estações Corinthians-Itaquera e Dom Bosco, precisou ser removida e os passageiros tiveram de desembarcar. 

Por quase duas horas, os trens operaram com lentidão e maior tempo de parada em toda extensão da Linha 11-Coral, entre as Estações Luz, na região central da capital, e Estudantes, em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo. Nas redes socais, usuários relataram espera de mais de uma hora para embarcar.

Segundo a CPTM, cerca de 500 mil passageiros usam o Expresso Leste, entre as Estações Luz e Guaianases, por dia. 

Em nota, a São Paulo Transporte (SPTrans) afirmou que não foi solicitado o  acionamento do Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência (Paese)  pela CPTM. A empresa também disse que direcionou duas linhas para desembarque na Estação Corinthians-Itaquera do Metrô e da CPTM: 3064/10 Cidade Tiradentes-Estação Guaianases e 3026/10 Vila Yolanda-Estação Guaianases.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.