Rogerio Cavalheiro/futura Press
Rogerio Cavalheiro/futura Press

Falha em trem do Metrô causa lentidão e superlotação

Problema em uma composição na Estação Brás, na Linha 3-Vermelha, afetou a circulação; serviço foi normalizado às 20 horas

O Estado de S. Paulo

16 Abril 2015 | 18h41

Atualizado às 22h47

SÃO PAULO - Uma falha em um trem na Linha 3-Vermelha do Metrô causou lentidão no sistema e deixou estações lotadas no fim da tarde desta quinta-feira, 16. Nas linhas 1-Azul e 2-Verde, a administração de tráfego da companhia optou por reduzir a velocidade dos trens para diminuir o fluxo de passageiros em direção à Linha 3-Vermelha.

De acordo com o Metrô, um dos engates (barra metálica que une dois vagões) de um trem da frota K se rompeu às 17h20 na Estação Brás. A composição, que seguiria no sentido Corinthians-Itaquera, ficou parado e a área técnica foi chamada.

Sem condições de se movimentar com tração própria, o veículo precisou ser rebocado da até uma área de estacionamento de trens ao lado da estação Belém, o que demorou a ser feito. Para que a circulação se mantivesse, os trens que seguiam para Itaquera e os que iam no sentido contrário, para Barra Funda, tiveram de se alternar na única via livre.

As estações tiveram contenção de fluxo de entrada de usuários nas linhas de bloqueios e os trens das três linhas circularam com velocidade reduzida, maior tempo de parada nas plataformas até as 20 horas.

O Metrô solicitou à Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) que reforçasse a frota de trens em circulação na Linha 11-Coral e liberasse a integração na estação Tatuapé para dar opção para o fluxo dos usuários.

Alguns usuários relataram que o trajeto entre as Estações Barra Funda e República estava demorando até 40 minutos às 19h. O trem parado só foi recolhido às 19h45, horário em que começou o processo de normalização das linhas afetadas. Às 20h, o sistema havia voltado a funcionar na velocidade normal.

Frota K. A frota K de trens é famosa pelas panes. Reformada nos últimos anos pela companhia, a frota é a que registra o maior número de problemas, como os relacionados à frenagem, abertura de portas em movimento e até princípio de incêndio. As composições da frota K circulam na Linha 3-Vermelha, a mais sobrecarregada da rede. Em agosto de 2013, um trem da frota descarrilou próximo à Estação Barra Funda.

Mais conteúdo sobre:
Metrô Linha 3-Vermelha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.