Divulgação
Divulgação

Falha causou vazamento de amônia que matou 1 e feriu 30 em frigorífico

A Cetesb detectou dano no evaporador da empresa, usado no sistema de refrigeração; a polícia também investiga o caso

Rene Moreira, O Estado de S.Paulo

05 de setembro de 2016 | 16h12

FRANCA - Problemas em um equipamento de refrigeração teriam causado o vazamento de amônia que matou uma pessoa e feriu 30 na semana passada em um frigorífico em Barretos, no interior de São Paulo. A conclusão é da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), que inspecionou o frigorífico Minerva Foods durante dois dias.

Foi detectado dano no evaporador, que é usado no sistema de refrigeração da companhia. Entretanto, o relatório final com detalhes do problema ainda será publicado. Ele "será a base para aplicação das sanções administrativas cabíveis no caso", diz a Cetesb.

A Polícia Civil também apura o ocorrido e tenta descobrir se houve negligência por parte do frigorífico. O caso foi registrado como homicídio culposo, quando não existe a intenção de matar. A Minerva Foods alega que presta apoio às vítimas e aguarda as apurações.

Contaminação. O vazamento aconteceu na quarta-feira, 31, e no dia seguinte a empresa voltou a operar, após o Corpo de Bombeiros descontaminar as áreas atingidas pela amônia. Parte das carnes que estavam no local teve de ser inutilizada no aterro sanitário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.