Falha causa espera de 1 minuto e meio no serviço 190

Polícia Militar admite o problema e diz que nos próximos 15 dias a situação será normalizada; sistema está sendo modernizado

CAMILLA HADDAD , JORNAL DA TARDE, O Estado de S.Paulo

06 Março 2012 | 03h03

Uma atualização de sistema tem provocado esperas de até um minuto e meio para quem liga no telefone 190 da Polícia Militar da capital. Só depois de ouvir uma mensagem gravada em português, inglês e espanhol é que o atendente finalmente inicia o diálogo com o solicitante. A corporação admite a falha e diz que nos próximos 15 dias a situação será normalizada.

A demora para acessar o telefone de emergência da corporação pode ser maior no período entre 14h e 21h - quando ocorre o chamado horário de pico. O major Marcel Lacerda Soffner, porta-voz da PM, diz que a lentidão foi detectada logo após o término do horário de verão, no dia 26. "Essa mensagem que as pessoas estão ouvindo é de espera. A fila está grande", alerta. "O cidadão é sempre atendido no primeiro toque e isso vai voltar a acontecer nos próximos 15 dias", acredita.

Segundo o oficial, o sistema 190 está passando por uma atualização para acelerar o atendimento. Além disso, outros 60 atendentes também estão sendo treinados para manusear o novo sistema informatizado, que receberá mais ligações por minuto. "Na realidade, estamos melhorando o sistema."

Ele orienta as pessoas a não desligar o telefone quando ouvirem a mensagem. "Não é indicado desligar e ligar de novo porque essa ligação vai voltar para o fim da fila", explica. "Eu sei que um minuto pode ser uma eternidade, mas se desligar vai ser pior."

Dados da PM mostram que somente no 190 da capital são recebidas por dia 40 mil ligações. De acordo com Soffner, desse volume, 15% é de trote e 20% despacho de viaturas para as ocorrências da polícia. O restante, segundo ele, está voltado para orientações para a população, denúncias anônimas, chamados para bombeiros e para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Idiomas. Há cerca de um mês, a PM resolveu incluir mais dois idiomas na mensagem de espera: inglês e espanhol. A escolha foi feita para poder atender bem o turista que visita São Paulo e é uma forma de preparo para a Copa do Mundo de 2014. O texto da mensagem divulga números úteis.

O consultor em segurança Felipe Gonçalves comenta que a demora momentânea pode ser grave em casos de roubo em andamento, como arrastões em prédios, que têm sido comuns no último mês. Já o especialista em segurança particular e pública Jorge Lordello acredita que, apesar da demora no serviço, o sistema vai melhorar. "Eu acho interessante avisar outros números na gravação."

A PM orienta a usar o 190 quando o crime estiver em andamento ou após ter ocorrido. O mesmo deve ser feito em situações suspeitas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.