Faixa exclusiva começa a funcionar no Ibirapuera

Cidade chega hoje a 224,6 quilômetros de vias para ônibus, superando a meta da Prefeitura para este ano

Caio do Valle, O Estado de S.Paulo

07 de outubro de 2013 | 02h05

Mais 20,5 quilômetros de faixas exclusivas para ônibus à direita começam a funcionar nesta segunda-feira, 7. Com isso, a quantidade de quilômetros desse mecanismo chega a 224,6 na cidade, superando a meta estabelecida pelo próprio governo municipal, de 220 km - um patamar que já havia sido aumentado recentemente, já que a promessa inicial era de 150 km de faixas até 2016, o último ano da atual gestão de Fernando Haddad (PT).

As multas nesses novos pontos começarão a ser aplicadas daqui a duas semanas. A infração, considerada leve pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), é de R$ 53,20 e rende três pontos na carteira.

Entre as vias contempladas com o dispositivo estarão avenidas do entorno do Parque do Ibirapuera, na zona sul da capital. Ao todo, haverá na área 2,4 km de faixas exclusivas para o transporte coletivo de passageiros.

Na Pedro Álvares Cabral, a faixa funcionará nos dois sentidos entre a Rua Manuel da Nóbrega e o acesso à Avenida Ibirapuera. A medida valerá das 6h às 22h, de segunda a sexta-feira, assim como na Avenida Professor Ascendino Reis, no sentido centro, entre a Rua Estado de Israel e a Pedro Álvares Cabral. Na Avenida Ibirapuera, a restrição vigorará no sentido bairro, no mesmo período, entre a Pedro Álvares Cabral e o Largo Mestre de Aviz.

Na zona norte, a Avenida Nova Cantareira ganhará 1,6 km de faixa exclusiva para ônibus entre a Água Fria e a Rua Maria Amália Lopes de Azevedo. No sentido Tucuruvi, o mecanismo funcionará das 6h às 9h. No sentido oposto, valerá das 17h às 20h (sempre de segunda a sexta-feira).

Também na zona norte, a Avenida Itaberaba passará a ter 200 metros de faixa restrita para ônibus, de segunda a sexta-feira, das 6h às 9h, entre as Avenidas Inajar de Souza e Parada Pinto, no sentido centro.

Já na zona leste da capital a Avenida São Miguel receberá 1,4 km de faixa só para ônibus entre a Praça do Forró e a Avenida Doutor Custódio de Lima, no sentido centro. No sentido oposto, será entre as Ruas Taiuvinha e João José Rodrigues. A medida valerá das 6h às 20h, de segunda a sexta-feira. Na mesma região, mais 3,5 km de faixas à direita para os ônibus serão implementadas em avenidas como Boturussu e Paranaguá.

Radares. Até o fim do ano, a cidade de São Paulo ganhará 200 novos radares de trânsito, todos voltados para a fiscalização da invasão das faixas exclusivas de ônibus.

Com os novos equipamentos e o aumento das faixas de ônibus, a arrecadação da Prefeitura de São Paulo com as infrações deverá subir 22% no ano que vem, na comparação com o previsto para 2013. É o que prevê a proposta de orçamento encaminhada para a Câmara Municipal. Pela primeira vez, a arrecadação com as multas deverá passar de R$ 1 bilhão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.