Faculdades priorizam fácil acesso pelo metrô

Para facilitar o deslocamento de alunos e funcionários, algumas universidades construíram seus câmpus perto do metrô.

, O Estado de S.Paulo

31 de maio de 2010 | 00h00

Exemplo disso é a São Judas Tadeu. Em 2007, foi inaugurado o câmpus Butantã, pois a região ganhará uma estação homônima quando a Linha 4-Amarela for concluída. "Demos importância ao fácil acesso", diz a diretora de Comunicação e Marketing da entidade, Maria Luiza Mesquita.

Com 12 prédios perto da Estação São Joaquim, o vice-reitor da FMU, Arthur Sperandeo, explica que já estavam na região quando o metrô chegou. "Mas a proximidade é um atrativo." Para especialistas, as instituições devem repensar o horário de saída.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.